26 abril 2008

A Tarde de 26-04-2008

Tarde de Sábado, 26 de Abril de 2008

Quando chegámo
s ao Centro de Estágio o almocinho já estava à nossa espera. Eram 13.30 horas quando começámos a enquadrar-nos com a refeição ligeira que se apresentava diante dos nossos olhos. É óbvio que tinha de ser assim... já que o jogo, o famoso e preocupante jogo, estava marcado para as 16.00 horas.
Foi um menu diferente e dele constavam: - Saladas várias; - Patés de várias carnes... (um espectáculo garanto eu que sou um apreciador); - Figados de aves fritos; - Quiches saborosas; ... e para beber aqueles tintos e brancos deliciosos. Tivemos alguma pena... porque dada a ocasião não nos pudémos dedicar ao assunto o tempo julgado necessário. (Para a próxima temos de aproveitar melhor estas delícias)
E assim às 14.45 horas estava terminado este manjar.
E agora? Iamos jogar à bola com a barriguinha cheia?

Será que o médico da equipa não sabe o que pode acontecer?
(Ponto de situação:
1) Meia equipa está de ressaca... dormiu pouco;
2) Meia equipa está cheia... comeu muito;

3) Meia equipa está
de ressaca e cheia;
O que vale é que o resto do pessoal está fino...)


Daqui fomos directamente apreciar, de forma mais activa, o relvado. Dar uns passinhos para relaxar... para afastar o mau olhado.
Ainda se pensou mesmo em fazer um acordo comercial: um empatezinho para todos ficarmos contentes e encrementar as trocas comerciais entre os dois povos.

Mas, nada feito... tinhamos de jogar o jogo.
E aí estamos nós nos balneários a equipar para o jogo.
E aí estamos nós a caminhar para o terreno de jogo.
E aí estamos nós campo a aquecer para o jogo.
E aí estamos nós a ver começar o jogo.

Como todos estavam à espera o iníci
o do jogo não foi o melhor. E isto porque no pontapé de saída, alguém que estava super-motivada, deu um xutapé tão violento no esférico que, sendo pressionada pelo Presidente da Câmara de Mutzig, deu meia pirueta no ar e caiu redondinha no chão... aos pés do Monsieur Le President...E assim foi lançado o jogo.
E o jogo foi... Jogo disputado contra a equipa do A.S. Mutzig, bem orientada, com equilíbrio entre sectores e com bom toque de bola.
O nosso Zé Miguel estava ainda a ver se o filho estava na bancada, para dizer "adeus ao pai que ta aqui e é o maior". Foi de facto um jogo normal para o que a nossa equipa. Começar bastante mal... com muitas dificuldades na defesa.
Mas como com os erros também se aprende ,eu tirei algumas ilações sobre alguns elementos do nosso grupo e que vão ser úteis no futuro, senão vejamos... Como foi possivel sofrer o 1º golo daquela maneira? Em 1º lugar devem-se preparar (aquecendo) para quando começar o jogo já estarem aptos para todas as eventualidades (sprintar,saltar etc.) assim como qualquer outra situação de jogo possível de se desenrolar logo nos primeiros minutos... Falta de concentração? de quantos? de todos... Mas o mais importante foi que o João Campos lá inventou o golo do empate e deu algumas esperanças que desapareceram logo a seguir... No 2º golo novamente um erro individual do Madeira... Fazer cuecadas na pequena área...quem diria??? E depois faltou entreajuda para tapar o erro do nosso colega. O Mutzig a ganhar foi trocando a bola explorando a passividade que o nosso meio campo demonstrava. A nossa equipa muito abaixo das suas potencialidades, sem organização, com muito espaço entre sectores, desdobrando-se sempre mal, sem conseguir apoiar o ataque, mau demais... Segunda metade, com alterações, com outra atitude, privilegiando a posse de bola, empurrando o Mutzig para a sua defensiva, embora com algum consentimento por parte desta porque estando a ganhar podia, como o fez mais tarde, explorar as costas da nossa defesa. O A. S. Mutzig chegou ainda ao 3 a 1 numa perda de bola a meio campo, seguido de conta-ataque rápido, com superioridade númerica e com mais um erro defensivo do Luis Baião. Estava feito o 3 a 1. Não há muito mais a dizer do jogo, senão exigir maiores níveis de concentração, porque quase em todos os jogos desta época somos surpreendidos logo nos minutos iniciais dos jogos por falta de concentração. A perder também se aprende e vamos concerteza deixar de repetir alguns erros.
Por último a arbitragem que esteve normal....algo confusa...
Depois de um bom banho... e já com o dever cumprido - não foi o pior dos resultados - estávamos prontinhos para umas imperiais... um bom jantarinho ... a troca de prendas e... um novo e melhor bailinho... Mas isso fica para a crónica seguinte.

Sem comentários: