24 janeiro 2008

Esquecimentos...

No último jogo de futebol alguém se esqueceu desta peça de vestuário nos balneários.
Por mais que o pessoal perguntasse a quem pertencia o material ninguém foi capaz de ceder e o referido artigo foi guardado na gaveta dos perdidos e achados no clube.
Eu já nem sabia que ainda havia material deste. Um jogador da bola, em pleno século XXI, para que precisará de um cinto de castidade?
E quem o poderá usar? O próprio ou a sua companheira?
Na Idade Média, os homens seguiam para as Cruzadas e deixavam em casa as suas mulheres. A viagem era longa.
Passaram os anos, os cruzados de hoje usam equipamentos da Nike e as mulheres já não ficam em casa. E o cinto de castidade também mudou. Na realidade, o antigo instrumento de contenção sexual serve hoje muito mais para apimentar a relacão, do que como uma espécie de sinal de STOP.
Por isso, não fiquem acanhados. Podem ir discretamente à sede e se identificarem o username e a password podem levar o material de volta a casa.

2 comentários:

Pedrito d' Portugal disse...

ainda bem que o Mendes faltou no último jogo. Se ele tivesse ido tinham logo dito que eram dele.
Ah toureiro..

gabriel alves disse...

as cuecas são minhas.
por isso é bom que as devolvam senão tão lixados