01 abril 2012

Borrego à Pastora em Pias...

Entrega do Troféu
«É uma derrota mas não passa de uma derrota. Senti uma alegria imensa quando marquei o golo já que senti que era possível vencer em Pias apesar das dificuldades na constituição da equipa. Sabíamos que tínhamos de marcar para atingir a vitória. Passo a passo, seguimos o nosso caminho. Não foi possível ganhar hoje, mas sei que estes praticantes, apesar das dificuldades, dão o máximo do seu esforço em representação do seu clube e da sua cidade
Estas foram as palavras do praticante do clube, José Marques, e que mostram o esforço de todos os jogadores do Alcácer do Sal F. C. - Veteranos para conseguirem a vitória (o que não foi possível!).

Mas... não podemos continuar assim. Não podemos querer vencer jogos de futebol quando damos três golos de vantagem ao adversário. E foi isso que aconteceu em Pias, mais uma vez!
E assim o Alcácer do Sal F.C. foi derrotado neste sábado, 31 de Março de 2012, em Pias, por 3-2 pelo Piense S. C..
A nossa equipa não apresentou coesão defensiva nos minutos iniciais e já perdia por três golos aos 25 minutos da primeira parte, com uns quantos erros defensivos à mistura.

Não estávamos a fazer um jogo brilhante, mas também não estávamos a jogar mal. Entrámos a perder, mas tivemos uma excelente reacção e até ao intervalo conseguimos dois golos. Primeiro numa excelente recepção, drible e  marcação do José Marques e depois numa brilhante jogada individual do mesmo jogador que entra na área e ganha uma grande penalidade bem executada pelo «Pancho».
Na segunda parte a nossa equipa toma conta do jogo e o adversário começa  a fazer contenção e  só estava a conseguir rematar à baliza de longe. O nosso bom futebol começava a criar inúmeras oportunidades mas os nossos avançados não conseguiam marcar. As várias substituições também não surtiram efeito e o resultado ia-se mantendo. 
Tudo fizemos para marcar mais um golo... Melhor, pelas várias oportunidades criadas poderíamos mesmo ter ganho o jogo. Mas não conseguimos. Valeu a exibição.
Apesar da derrota, saímos de cabeça levantada e ficamos à espera do próximo jogo.
Na terceira parte fomos brindados com um excelente «Borrego à Pastora» que permitiu retemperar as forças a todos os participantes deste excelente encontro de Veteranos.




2 comentários:

Anónimo disse...

DEVIDO Á AUSÊNCIA DO PILAR DA DEFESA DEVIDO A CRENÇAS RELIGIOSAS,O QUE SERIA UM PASSEIO A PIAS TORNOU-SE UM CALVÁRIO ... ACENDAM UMAS VELINHAS AO NOSSO SENHOR DOS MÁRTIRES !!!

JdiMarq disse...

Estás a falar do Zé Miguel?