15 setembro 2014

Festa de Homenagem e despedida do Paulo Calado

José Paulo Calado Rodrigues,
nascido na Comporta, em 15 de Janeiro de 1963, foi um dos melhores avançados da sua geração. Para ele, já nada há a aprender no futebol. Viajou de Norte a Sul, passando pelas ilhas e por algumas capitais europeias. Marcou a todas as equipas com que jogou. Nunca ficou preocupado com a pressão de marcar golos. A idade continuou a avançar mas a baliza fazia parte dos seus sonhos. Basta consultar os arquivos, para sabermos que o P. Calado tem marcado regularmente golos na última década ao serviço do Alcácer do Sal F.C. – Veteranos.
Mas é claro que a história do P. Calado é muito maior do que a passagem pelos Veteranos de Alcácer do Sal.
A aventura deste jogador da Comporta, que sempre teve uma enorme atração enorme pelo futebol, começou nas ruas e na praia. Onde estava o Calado, estava uma bola. Entre o futebol de salão e o futebol de onze foi aprimorando as suas qualidades técnicas e físicas. Atlético Clube Alcacerense, União Sport Clube (Santiago do Cacém) Sporting Clube Ferreirense, e Alcácer do Sal Futebol Clube – Veteranos foram alguns dos clubes da sua vida. Mas, uma breve passagem pelo futebol juvenil de Sporting Clube de Portugal projeta-o para clubes de nomeada, como o Juventude S.C. de Évora, o U.F.C. Almeirim e o S.C. Estrela de Portalegre.
A carreira do Paulo Calado construiu-se pela regularidade com que marcava golos, independentemente da equipa em que jogava ou da qualidade do adversário. Marcou golos por todos os clubes por onde passou e nunca se deixou intimidar pelo nome do adversário. Se há avançados que preferem um sistema tático específico, Paulo Calado também já demonstrou que tanto pode fazer a diferença sozinho na frente ou com uma referência ao lado. Deste modo, o seu valor individual era reconhecido por todos.

Conhecido pela sua forte personalidade e pelos cabelos longos que usava, tinha uma enorme força física. Do seu rico repertório devem destacar-se as fintas rápidas e os remates fortes de fora da área. Outra característica que o tornava num verdadeiro goleador era o sentido de oportunidade e a grande frieza em frente à baliza. Com toda a sua técnica, inteligência, força e impulsão, Paulo Calado é considerado, até hoje, como um dos poucos jogadores completos no futebol, em Alcácer do Sal. E demonstrando sempre um enorme amor à camisola, em todos os clubes que passou, tornava-se imediatamente um ídolo como jogador. 
E foram estas características que o aproximaram do futebol de veteranos: do Alcácer do Sal Futebol Clube – Veteranos.
É com surpresa que deixo de jogar futebol. Não sabia que a vida que pregaria uma partida destas. Mas quem sabe, talvez um dia regresse.”
Foi com estas palavras que Paulo Calado iniciou o discurso da sua festa de despedida e de homenagem realizada, pelo Alcácer do Sal Futebol Clube, no dia 13 de Setembro, num jogo de convívio seguido de festa de confraternização, com o S. C. Cuba.
E esta homenagem foi seguramente um dia especial para este valoroso avançado que teve como um dos pontos altos da sua carreira a vitória no Campeonato Distrital de Futebol de Setúbal.
De pé, primeiro a contar da esquerda. Com o seu filho ao colo.
Acompanhado de perto pelos amigos e pelo seu filho, algo emocionado, fez questão, no entanto, de agradecer a presença de todos nesta sua festa de despedida dos relvados.
Paulo Calado confirmou que “foi uma carreira da qual muito me orgulho e que me encheu de satisfação.” De seguida afirmou, “foi sem dúvida uma longa caminhada, mas não pensem que abandono o futebol. Vou continuar ligado à formação de jogadores no Atlético Clube Alcacerense. Eu amo o futebol, e não poderia deixar de respirar futebol. Todas as crianças em Alcácer do Sal sabem onde eu estou, e se quiserem aprender, contem comigo. Decidi parar de jogar futebol, no mês passado. Foi uma decisão muito difícil. Custou. Mas há coisas na vida mais importantes. Algum dia teria de ser. É momento ideal para terminar e pendurar as chuteiras.”
E em jeito de agradecimentos Paulo Calado disse” Quero agradecer a todas as pessoas que me tornaram melhor jogador e melhor pessoa, à minha família, aos meus amigos e a todos aqueles que independentemente de eu estar num clube de maior ou menor dimensão, nunca se esqueceram do meu percurso no futebol. Aproveito também para agradecer ao Presidente da União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana Arlindo Passos, aqui presente, e ao Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, pelo o gesto muito simpático que teve, pela sua presença e pela entrega de uma lembrança. Por último não poderia deixar de dar uma palavra de agradecimento muito especial à equipa do Alcácer do Sal Futebol Clube – Veteranos, por toda a atenção, consideração e amizade que sempre tiveram comigo. Um grande abraço para todos”.


E a festa de homenagem continuou.
 O responsável do Alcácer do Sal Futebol Clube – Veteranos, José Miguel Guerreiro, a quem coube, na festa de despedida, o elogio público do jogador, afirmou: “A figura de Paulo Calado, como avançado-centro correto, leal e extraordinário marcador de golos, começará a ganhar maior prestígio e só atingirá plena grandeza à medida que o tempo passar.  E como sabem a sua falta, na posição que ocupa, é sensível e irremediável. Paulo Calado deixa hoje o futebol. Deixa atrás de si, nos retângulos do jogo, uma lembrança indelével. Foi sempre um jogador exemplar. Correto. Leal. Digno. Verdadeiramente modelar! “
Aproveitou também para "agradecer à Junta de Freguesia da Comporta, na pessoa da sua Presidente, Mª José Martins, o gesto muito simpático que teve, com a comparticipação de uma lembrança." 
Com saudade, todos cumprimentaram o homenageado. Mais um brinde de ocasião. Mas a vida continua. E os familiares e amigos percebem, com toda a certeza, esta decisão de abandonar o futebol.

Obrigado Paulo Calado: Obrigado pelos golos que marcaste.
Viva o Alcácer do Sal Futebol Clube  - Veteranos



Sem comentários: