24 novembro 2014

João Campos: MVP da vitória com o Bencatelense

Um golo de Aníbal Joel Ascenção fez a diferença entre o Alcácer do Sal F. C. e o S. C. Bencatelense, numa partida realizada no Estádio Municipal de Alcácer do Sal, no sábado, dia 22 de Novembro, pelas 17H00.
Mas quem se destacou, durante os 90 minutos, foi o médio centro João Campos. Durante todo o jogo foi a âncora que a equipa necessitava: forte no jogo aéreo, fisicamente apto para o choque, exímio no desarme, qualidades ás quais se juntou uma invulgar capacidade de transporte de bola e de passe, assumindo-se como um verdadeiro «pilar» à frente da defesa, fundamental para a consistência do bloco defensivo e determinante na função de pivot ofensivo.
O jogo começou com um certo equilíbrio entre as equipas, mas aos poucos o Alcácer do Sal F. C. instalou-se no meio-campo da equipa de Bencatel, tendo José Oliveira disposto inclusivamente de uma excelente oportunidade para marcar, após um excelente remate de primeira, fora da área, na resposta a solicitação de Rui Olímpio. No entanto, o remate saiu junto ao segundo poste.
Mas o golo começava a advinhar-se. E praticamente de seguida viria a acontecer, com uma notável jogada de transição rápida. Depois de várias trocas de bola no meio do campo, onde o João Campos pausava o jogo, o Carlos Emídio viu Aníbal  Ascenção desmarcar-se na esquerda, passa-lhe a bola, e este arranca um remate rasteiro que a guarda redes defente, para a frente, que o mesmo Aníbal  Ascenção recebe e encosta facilmente para o fundo da baliza. Estava inaugurado o marcador.
Este golo nem assim mudou a forma de jogar e a equipa do Alcácer do Sal F. C. continuava a sair para a área contrária a uma velocidade estonteante, aproveitando a subida ao ataque da equipa de Bencatel. No final da primeira parte destaca-se mais uma subida rápida do José O liveira. Corre para a linha de fundo, dribla o adversário e cruza para o segundo poste onde o Rui Olímpio, num pontapé de moinho, falha uma oportunidade de ouro.
Seguiram-se mais umas trocas de bola, a meio do campo, e uns remate perigosos para cada uma das equipas, mas para defesas seguras dos dois guarda redes. Assim terminou a primeira parte.
As duas equipas regressaram do intervalo sem grandes alterações, embora o Alcácer do Sal F. C tenha preferido começar por trocar mais a bola, jogando com o resultado e as expectativas do adversário. E mais uma vez quem se destacou foi o MVP João Campos. É ele quem comanda todo o jogo: quer a posse e o ritmo de toda a equipa. A equipa, muito unida, ia baixando o bloco, o que permitiu ao S. C. Bencatelense instalar-se no nosso meio campo, mas ao mesmo tempo a abrir espaços nas costas da defesa. O Alcácer do Sal F. C. começou então a mostrar como se joga em contra ataque…
E o último quarto de hora do jogo acentuou esta tendência. Mais posse de bola pela equipa de Bencatel. Mais jogadas perigosas pela nossa equipa. A destacar as fantásticas jogadas do Rochinha, do Rui Olímpio e do Aníbal  Ascenção que só não resultaram em mais um golo por manifesta falta de sorte.
No final, o novo capitão de equipa, José Marques, confirmou as dificuldades do jogo dizendo: "Quando o Bencatelense atacou a nossa baliza, nós soubemos e conseguimos defender. Quando nós atacámos, das três oportunidades flagrantes, conseguimos concretizar uma, que fez o resultado final. Parabéns a todos os praticantes do clube, já que é nestes jogos que fica bem patente a amizade e a solidariedade entre todos."

Depois do jogo, todos os atletas foram apreciar uns petiscos no restaurante «Estrela do Sado». E aí o contentamento foi geral. Nesta terceira parte tudo correu pelo melhor. No meio de tanta amizade destacou-se o discurso do Presidente União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana, o Sr. Arlindo José Passos que, mais uma vez, partilhou com a equipa esta excelente confraternização.

1 comentário:

Adalberto disse...

Bem, na 2ª parte foram massacrados...mas a bola não quis entrar. Parabéns às duas equipas.