09 fevereiro 2015

Apesar da lesão, houve Leitão!

No último sábado, dia 7  de Fevereiro de 2015, o Alcácer do Sal F. C. - Veteranos deslocou-se até Alvaiázere, no distrito de Leiria. Depois de uma viagem bastante longa, com muitos altos e baixos, os praticantes do clube tiveram, também, de enfrentar as agruras do tempo.
E neste final de tarde muito frio, o Estádio Municipal de Alvaiázere, só aqueceu depois de um slalom individual do Rui Mendes, a meio da segunda parte, que com o golo resgatou a nossa equipa da derrota, quando o G. D. Alvaiázere já fazia contas à vitória. 
Mas vamos ao jogo...
O encontro entre o Alcácer do Sal F. C. e o G. D. Alvaiázere começou de forma prometedora. Pertenceram à equipa de Alcácer do Sal os primeiros lances de perigo do encontro mas, mais uma vez, os seus avançados fizeram o mais difícil e falharam isolados diante do guarda-redes.  Mas, esta entrada de rompante  não teve seguimento, uma vez que o jogo passou por um período de menor fulgor.
E quando o jogo começou a ser mais equilibrado e disputado a meio campo aconteceu a lesão do José Leitão. Numa disputa de bola, o José Leitão levou uma pisadela e acabou por abandonar o relvado. Ainda voltou ao jogo, mas saiu pouco depois revelando muitas queixas. Claro que uma análise mais pormenorizada, feita pelo Vitor Santos (mecânico de profissão e habituado a estes problemas de mau funcionamento), revelou uma pequena entorse no pé direito. Em suma: já não havia Leitão para o resto do encontro.
A meio da primeira parte a equipa do G. D. Alvaiázere começou a mostrar maior atrevimento e protagonismo na busca do golo. Mas, era sempre o Alcácer do Sal F. C.  que executando transições rápidas criava mais perigo junto da baliza do guarda-redes de Alvaiázere.
No minuto 32 o conjunto do G. D. Alvaiázere aproveitou um lance contra ataque para rematar à nossa baliza que, depois de uma defesa incompleta do Joaquim Quintas, resultou no primeiro golo da equipa da casa. Chegava ao intervalo em vantagem o G. D. Alvaiázere e, em virtude dos seus erros defensivos e ofensivos, o Alcácer do Sal F. C. estava novamente em desvantagem.
Depois do descanso a equipa que viajou desde Alcácer do Sal tentou, como era sua obrigação, reagir à desvantagem no marcador. Foi somando alguns lances ofensivos, esporádicos, mas não foi capaz de importunar verdadeiramente a baliza do G. D. Alvaiázere.
A meio da segunda parte, depois de alguns ajustamentos posicionais, o Alcácer do Sal F. C. começa a impor o seu jogo e as ocasiões começam a surgir. Numa delas o Rui Mendes, numa brilhante jogada individual, arranca do meio campo, passa pelos dois centrais, finta o guarda-redes, e faz um golo brilhante. O empate estava conseguido. Até ao final, num jogo bastante repartido, o Alcácer do Sal F. C. ainda poderia ter chegado ao segundo golo. Não conseguindo marcar, teve de saber lutar e sofrer até aos últimos segundos do jogo.
Poderíamos ter saído de Alvaiázere com uma vitória. Mas já não foi negativo este empate, para as nossas cores. O Alcácer do Sal F. C.  dá sinais de melhoria, mas continua a sentir os sintomas de quem carrega, nos últimos tempos, alguns resultados negativos. 
Logo depois do jogo veio a confraternização, a famosa terceira parte. E mais uma vez os nossos amigos de Alvaiázere nos brindaram com um excelente repasto: Leitão. Perdemos o Leitão para o jogo mas recuperamos o leitão no prato. Um alegre e bem regado convívio entre todos os praticantes. Um encontro para realizar mais vezes.


Viva o Alcácer do Sal Futebol Clube Veteranos!

Até já. Até Amesterdão.

Sem comentários: